Parei de comer carne, e agora? - Rancho Orgânico

Blog

Parei de comer carne, e agora?

Parei de comer carne e agora?

Essa é uma das grandes questões que surgem quando uma pessoa decide aderir a uma dieta alimentar vegetariana ou vegana… e agora, o que vou comer?

Em geral a primeira questão enfrentada por aquele indivíduo que parou ou está na transição de parar de comer carne são as barreiras sociais, é conseguir colocar sua vontade/necessidade de ter optado por um tipo de alimentação que ainda é bastante polêmica por falta de informação ou simples descaso sobre o assunto.

Outra dificuldade é onde encontrar, onde comprar, o que comprar, como escolher os alimentos que passarão a compor a nova forma de alimentar-se…

Aqui é preciso que você simplesmente ajuste o seu foco de compras e consumo! Os mercados que você frequenta normalmente já oferecem boa parte dos alimentos que passarão a ter mais frequência na sua alimentação e há também diversos estabelecimentos especializados que oferecem uma boa diversidade de produtos naturais, integrais e orgânicos.

Mas afinal, o que come um vegetariano/ vegano?

Antigamente, por falta de estudos e conhecimento, era atribuído somente à proteína de origem animal a quantidade e qualidade de aminoácidos necessários para suprir as necessidades de funcionamento do organismo.

Hoje em dia já é bastante comprovado cientificamente que as proteínas vegetais contêm todos os nutrientes que necessitamos, ou seja, não falta um aminoácido dentro do reino vegetal que contenha somente no reino animal.

A substituição da carne é possível e muito simples: consuma leguminosas!!!

Como sempre digo aos meus pacientes, um prato vegetariano/vegano obrigatoriamente deve conter este grupo para ser completo!

O consumo de feijões (o mais rico em proteína é o azuki!), lentilhas, grão de bico, ervilha e soja deve ser diário, em receitas frias ou quentes como saladas, hambúrgueres, tortas, pastas, sopas, refogados e afins! Há também as farinhas feitas a partir das leguminosas que são deliciosas e muito nutritivas.

Outros grãos, oleaginosas e cereais que podem ser usados na alimentação vegetariana e vegana são: quinoa, painço, amendoim, tremoço, sementes (abóbora, girassol, linhaça, etc.),  castanhas, nozes, amaranto, sorgo, aveia, milho, arroz, etc.

Você sabia que uma porção de 100g de carne equivale em torno de 7 colheres de sopa de leguminosas?

Tendo essa proporção em mente fica mais fácil e tranquilo montar  um prato sem proteína animal em um restaurante por quilo não restrito a vegetarianos!

Um erro bem comum de acontecer e que vejo com frequência em meu consultório, é a escolha do paciente em aderir aos cogumelos como principal fonte proteica… porém, apesar deles serem deliciosos e bem nutritivos, não são uma fonte abundante de proteína.

Outro substituto muito comum e também considerado um  equívoco nutricional é a soja, em sua versão carne de soja e principalmente a texturizada. Aqui é importante lembrar que a maioria da soja plantada no Brasil é transgênica e recebe alta carga de agrotóxicos, o que por si só faz deste alimento menos saudável, gerando muitas alergias e sendo de difícil digestão.

Já o Tofu, o Missô e o Tempeh, que também são feitos a partir da soja (porém fermentados/coagulados), são excelentes fontes de proteínas, desde que sejam consumidos em sua em sua versão orgânica.

O principal desafio de quem parou de consumir proteína animal é o de reaprender a alimentar-se!

A alimentação vegetariana ou vegana a princípio pode parecer restrita, mas com o tempo você descobre a enorme variedade de alimentos vegetais, abrindo-se para novos paladares, receitas e possibilidades, buscando sempre o equilíbrio!

Bom apetite!

 

Bruna A. Fantazia Olivetti
CRN – 36315
Nutricionista Especializada na área Esportiva e Estética e em Suplementação Esportiva. Atende publico ativo, desde praticantes de atividade físicas até atletas, gestantes.

@brunafantazia_nutri

Compartilhe esse artigo





Endereço

Rua Santa Cruz, 557 - Bairro Alto - Piracicaba

Telefone

(19) 2532-0828

(19) 3432-7703

(19) 99670-7703

Email

contato@ranchoorganico.com.br