O que é o Kombucha? - Rancho Orgânico

Blog

O que é o Kombucha?

Rancho Orgânico

O que é o Kombucha?

Você já deve ter ouvido falar, lido a respeito do assunto e até mesmo experimentado um pouco dessa bebida que todo mundo vem falando a respeito… mas afinal, o que é o Kombucha?

O Kombucha nada mais é do que uma bebida probiótica que auxilia na regeneração da flora intestinal rica em ácidos, vitaminas e açúcares simples. Ela é usada em culturas antigas como um remédio natural para diversos males, promovendo saúde, força física e longevidade.

Como ela é feita?

O Kombucha é uma colônia composta de micro-organismos aglomerados em uma massa de celulose parecida com uma panqueca. Tal aglomerado simbiótico recebe o nome “SCOBY” (Symbiotic Culture of Bacteria and Yeasts).

Quando a colônia é colocada num recipiente contendo uma mistura do chá com o açúcar, transforma o líquido em uma bebida doce e azeda, com uma fragrância frugal muito saborosa que pode fornecer diversos ácidos e nutrientes, excelentes à saúde.

A cultura de Kombucha se alimenta do açúcar adicionado ao chá e produz os seguintes produtos finais presentes na bebida: ácido glucurônico, ácido acético, ácido glucônico, glucosaminas, ácido láctico, vitaminas, aminoácidos, e algumas substâncias antibióticas naturais.

Dentre outras substâncias, o álcool de 0.5% a 1% também é produzido, mas não caracteriza bebida alcoólica. Caso a fermentação da bebida seja completa, é formado o vinagre, que é rico em ácido acético, produto da degradação do álcool pelas bactérias acéticas.

E faz bem mesmo para saúde?

No nosso intestino, há uma grande colônia de bactérias que juntas pesam mais de 1kg e formam a microbiota intestinal, chamada de órgão virtual.

Esse órgão é o responsável por sua imunidade e tem ligação direta com outros órgãos, incluindo seu cérebro.

Análises conduzidas pelo maior pesquisador do intestino do mundo, Michael D. Gerson, da Universidade de Columbia, mostraram que existem 100 milhões de “neurônios intestinais”.

Não por acaso, Dr. Gerson foi o primeiro a chamar o intestino de segundo cérebro. Nele se encontra:

  • 90% da serotonina existente (o famoso hormônio da felicidade e da sensação de bem-estar);
  • 80% das células de defesa do seu organismo (que combatem das gripes às infecções vaginais)
  • 75% do seu Hormônio do Crescimento (o HG) que fortifica a sua memória e ainda acelera o seu metabolismo.

Se a microbiota tem papel fundamental no sistema imune, é preciso alimentar e estimular a colônia boa, ou seja, consumir probióticos naturais.

Confira os principais benefícios do consumo rotineiro da Kombucha:

1. Anti-inflamatório com os polifenóis
2. Auxilia o sistema digestivo com os probióticos
3. Combate contra o câncer com o ácido glucárico
4. Fortalece o sistema imunológico com os antioxidantes
5. Desintoxica o corpo com o ácido glucônico e probióticos
6. Aumenta a energia com as enzimas e vitaminas do complexo B
7. Alivia dor nas juntas e ajuda a prevenir artrite com as glucosaminas

E todo mundo pode consumir Kombucha? De um modo geral sim, todos podem consumir a bebida e usufruir dos benefícios, desde que o faça com moderação. Uma ressalva para crianças pequenas (até 7 anos) e gestantes, que devem sempre consultar seus médicos sobre o consumo. As crianças por estarem em processo de formação e amadurecimento do organismo e as gestantes por causa do álcool.

E como é que se cultiva e se produz a bebida?

Basicamente você precisará de 1 pote grande de vidro (daqueles de palmito, ou tipo suqueira), chá e açúcar (preferencialmente orgânicos), um pano limpo e uma “mudinha de Kombucha, o SCOBY”. O chá pode ser verde ou preto (Camellia Sinensis) ou ainda o Chá mate, se for orgânico, ainda melhor.

Aqui é legal saber que você deve usar sempre o mesmo tipo de chá para fazer a sua kombucha. Se quiser experimentar outro chá, separe uma nova colônia SCOBY em outro recipiente.

Passo a passo para produzir 1 litro de Kombucha:

1. 1° Fermentação: prepare um chá doce diluindo 50g-60g de açúcar (cristal ou demerara – preferencialmente orgânico) em 1L de água fervente, desligue o fogo e coloque em infusão por 10 minutos 5g de chá de sua escolha. Coe o chá e espere esfriar bem.

2. Enquanto esfria, prepare o recipiente que irá fazer o seu cultivo. O ideal é usar potes de vidro, bem higienizados – nunca use potes plásticos;

3. Coloque o chá já frio no vidro e adicione um volume de 10% do total de kombucha pronta (ou duas colheres de vinagre sem aromatizantes) para acidificar o líquido e facilitar o procedimento (ex: 100ml de Kombucha para 1L);

4. Adicione o SCOBY no chá adoçado e cubra o vidro com um pano limpo (ou tecidos similares de trama bem fina), preso por um elástico para que a cultura possa respirar e protegê-la de insetos e contaminações do ar;

5. Deixe o vidro em um local arejado, onde não bata luz do Sol diretamente;

6. Depois de 4 dias comece a provar a bebida: para a colheita adequada ela deve possuir um sabor menos doce e um pouco ácido, mas antes de começar a vinagrar. Em locais mais frios pode demorar por volta de uns 10 dias, mas a média é 7 dias.

7. Coe a bebida com uma peneira plástica e não utilize utensílios metálicos, pois podem prejudicar sua colônia. Veja que do seu SCOBY brotará uma nova colônia, para o início de uma nova cultura! Você pode manter a mesma colônia por mais algumas fermentações, porém é sempre recomendado trocá-la, deixando a mais nova! (Você pode doar a mais velha para algum amigo começar a fermentar Kombucha também.

Engarrafe a bebida em garrafas plásticas (PET) ou de vidro (aquelas garrafas com trava seguram ainda mais a gaseificação). Sua Kombucha natural já está pronta para o consumo, porém dá sempre para deixa-la ainda mais saborosa e gaseificada, passando por um segundo processo de fermentação!

8. 2° Fermentação: pode-se aromatizar sua bebida em uma segunda fermentação, na qual haverá bastante carbonatação que gaseifica a bebida de forma natural, colocando sucos integrais de frutas (uva, maça etc.), pedaços de frutas e especiarias (gengibre, açafrão, cravo, canela etc.). Uma boa proporção é unir até 10% de suco integral em relação à quantidade de Kombucha;

9. Durante a segunda fermentação deixe a garrafa fora da geladeira pra continuar fermentando, mas com a tampa fechada, até começar a pegar uma pressão por aproximadamente 2 dias (apertando a garrafa dá pra sentir);

Tome muito cuidado com a pressão que se formará no processo da 2° fermentação!

10. Coloque na geladeira para desacelerar a fermentação. Pode mantê-la resfriada por até 3 meses. Após aberta consumir em até 3 dias, mantendo-a na geladeira. Ela começará a vinagrar depois desse período;

11. Cuidado na hora de abrir a garrafa! Tem fermentações que geram bastante carbonatação, então
comece colocando pouca coisa para a segunda fermentação até pegar o jeito;

12. Comece a beber pequenas doses de aproximadamente 50ml, 3 vezes por dia, aumentando ou reduzindo a quantidade de acordo com a necessidade de cada organismo, de forma que se sinta bem.

 

Saúde!

 

Quer aprender mais sobre Kombucha, probióticos e outros fermentados?

Acompanhe o trabalho incrível do Lucas Montanari – Health Coach

www.comcienciasaude.com.br

@comcienciasaude

Compartilhe esse artigo





Endereço

Rua Santa Cruz, 557 - Bairro Alto - Piracicaba

Telefone

(19) 2532-0828

(19) 3432-7703

(19) 99670-7703

Email

contato@ranchoorganico.com.br