A Amazônia está em chamas. O que podemos fazer? - Rancho Orgânico

Blog

A Amazônia está em chamas. O que podemos fazer?

“Nossa casa está em chamas”, disse a jovem Greta Gutenberg.

Está difícil encarar essa situação. Digerir é quase impossível. Ficarmos calados, jamais!

O que estamos vendo acontecer com a Amazônia é inadmissível. Mas achamos que ficar falando que “está errado” é muito pouco. Debater sobre a importância da Amazônia para o planeta e para a sobrevivência humana na Terra, para nós, é a grande chave.

Os focos de incêndio em todo Brasil aumentaram 82% desde o início deste governo (quando comparado ao mesmo período do ano passado), que também foi responsável por bloquear 38% do orçamento para prevenção e controle de incêndios. De acordo com o Inpe, 2019 já teve o maior número de queimadas nos últimos seis anos. E ainda estamos em agosto!

Essas queimadas são um projeto. Não são acidente. Não houve fenômeno natural, como o El Niño para influenciar. A Amazônia não é o cerrado que incendeia por processos naturais. Essa queimada foi estimulada para a abertura das áreas protegidas da floresta para exploração agropecuária e mineração por grandes latifundiários.

A Amazônia é um grande pulmão para o planeta, responsável por 20% do oxigênio e está pegando fogo. Mesmo o Brasil, com suas dimensões continentais, está respirando as consequências dessa queimada nos quatro cantos. Quem é de São Paulo presenciou o céu preto e denso que tomou conta da cidade na segunda-feira. Essas nuvens negras, formadas pela colisão com a massa polar que chegou na cidade, além de fuligem, carregavam monóxido e dióxido de carbono, ozônio, óxido nitroso e metano. Graças à altitude, não fomos diretamente contaminados pelos gases. Mas essa exposição existiu. E não conseguimos dimensionar o impacto disso em nossas vidas e no futuro.

Nosso papel como Sociedade

Cabe a nós, pegar esse triste cenário, que – neste momento – se espelha no mundo inteiro, e rever todas as políticas que atingem a Amazônia. Não basta só cessar o fogo. É preciso de políticas públicas e investimento para que ela possa se reestruturar. Estamos falando em acabar com a grilagem, o desmatamento, a concentração de terra, as práticas monocultoras, o genocídio indígena, a marginalização de ativistas e o corte de verbas para instituições séries e comprometidas com a ciência e a preservação desse bioma.

Não há vida possível sem a Amazônia. Eles não sabem, mas eles estão queimando o futuro, por ganância, por dinheiro e por poder. Não percebem que isso de nada servirá, sem a Amazônia para nos dar ar, água, alimento, vida.

Passos práticos:

Diante disso tudo, nos perguntamos: e o que podemos fazer?

1- Contribuir com doações de bens e tempo em instituições a favor da preservação;

2- Participar de ativações, mobilizações e campanhas;

3- Assinar e divulgar petições com foco em políticas públicas;

4- Cobrar posicionamento de marcas e pessoas que tem relevância para a causa.

5- O consumo no Brasil é o dobro do sugerido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Eliminar ou reduzir o consumo de carne tem impacto na preservação da floresta.

6- Em 2014, a ONU afirmou, no seu relatório anual sobre o gerenciamento de recursos sustentáveis, que uma mudança global para uma dieta vegana é vital para salvar o mundo da fome, da escassez dos combustíveis e dos piores impactos das mudanças climáticas.

7- Madeiras e papeis certificados;

8- Apoiar marcas que produzem de forma sustentável.

9- Apoiar a resistência dos povos indígenas;

10- Apoiar projetos de agrofloresta e outros de impacto socioambiental positivo.

Não podemos impedir o incêndio diretamente, mas o trabalho da sociedade é coletivo e muito potente para pressionar os órgãos públicos e privados. Juntos somos muitos e mais forte do que eles.

Cada gesto conta para protegermos o que é nosso, o que é do planeta!

 

 

Fonte: https://positiva.eco.br/blog/a-amazonia-esta-em-chamas-o-que-podemos-fazer/

Compartilhe esse artigo





Endereço

Rua Santa Cruz, 557 - Bairro Alto - Piracicaba

Telefone

(19) 2532-0828

(19) 3432-7703

(19) 99670-7703

Email

contato@ranchoorganico.com.br