Como deve ser nossa alimentação? - Rancho Orgânico

Blog

Como deve ser nossa alimentação?

Você já parou para pensar e entender como funciona o processo de nutrição do nosso organismo? Será que nos alimentamos somente de comida? Será que como, onde e de que maneira fazemos nossas principais refeições influenciam a nossa saúde? Então, como deve ser nossa alimentação?

Todas as nossas escolhas alimentares são utilizadas por processos bioquímicos e enzimáticos para suprir nossa necessidade orgânica, seja ela física, emocional ou espiritual. Para tanto precisamos ter consciência de alguns conceitos simples que fazem toda diferença ao longo desse processo de ingestão, absorção, transporte e eliminação.

A primeira dica que passo aqui é a escolha dos alimentos: quanto mais alimentos frescos, mais nutrientes. Quanto mais alimentos orgânicos, menos veneno.

A questão dos alimentos orgânicos é algo que sempre me surpreende quando alguém opta por não consumir, por exemplo, seja por conta do preço ou pela “falta de variedade”, deixando de considerar que a quantidade de agrotóxicos liberada pelo governo brasileiro é muito mais que nosso organismo pode aguentar.

Daí eu sempre escuto essa frase: “mas meus pais não me deram alimentos orgânicos e hoje estou bem e saudável”…

Para esse tipo de pensamento, costumo argumentar com meus pacientes de duas formas… primeiramente, em épocas anteriores não se usava tanto agrotóxico como se utiliza hoje no agronegócio. E segundo, está saudável até quando?

Hoje já existem vários estudos científicos publicados que associam o uso do agrotóxico (e por consequência o seu consumo excessivo) com diversas doenças, entre elas, o câncer. Por isso, pensar e ponderar essas informações são necessárias para que possamos escolher com mais consciência.

A segunda dica é o momento da refeição: já reparou que nós não paramos mais para comer?

Com a rotina corrida, é comum tirarmos de 15 a 20 minutos do nosso dia para almoçar ou jantar, por exemplo. Durante esse tempo fica quase impossível que o processo de percepção alimentar (sim, a digestão começa pelos olhos!), paladar, mastigação, deglutição e início da digestão sejam feitos de forma correta.

Sem contar que o momento da refeição acontece nos mais variados ambientes e situações (barulhos, celulares, tablets, computadores, ou até pensando na próxima tarefa que precisa realizar.) Ou seja, o contato com o alimento de fato nem acontece.

A terceira dica é sobre certos tipos de alimentos: desempacotar menos e descascar mais. Comprometa-se com sua alimentação! Esteja consciente de sua saúde e, portanto, de suas escolhas. Somos protagonistas nessa história e não podemos ser vencidos pelo cansaço, pela facilidade, pela preguiça ou pela acomodação.

Por isso, finalizo esse texto te convidando a conhecer mais os alimentos que você consome!

Procure pelos alimentos orgânicos, frescos e que respeitam a sazonalidade, reserve um tempo para se dedicar ao auto-cuidado! Se interesse pela qualidade da sua alimentação e saúde.

Faça tudo isso conscientemente, certo de que sabe que caminho escolheu percorrer e onde quer chegar com suas escolhas! Se julgar necessário, procure por ajuda profissional.

 

Marilia Alessi G. de Camargo
Nutricionista baseada na Nutrição Funcional e Nutrição Antroposófica
CRN3: 20917

Compartilhe esse artigo





Endereço

Rua Santa Cruz, 557 - Bairro Alto - Piracicaba

Telefone

(19) 2532-0828

(19) 3432-7703

(19) 99670-7703

Email

contato@ranchoorganico.com.br