Nutrindo a gestação - Rancho Orgânico

Blog

Nutrindo a gestação

A gestação é um período em que a mulher precisa cultivar maiores cuidados com sua saúde! Além dela precisar manter-se forte, bem nutrida e saudável, ela precisa, também, que o ser gerado e em crescimento dentro dela, receba todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento adequado.

Já é sabido que as necessidades de ferro e ácido fólico são aumentadas durante este período especial. Quem já é mãe com certeza tomou (ou foi orientada a suplementar) esses micronutrientes durante a gestação e por um tempo após o parto.

Mas hoje quero ir um pouco além!

Tenho como objetivo falar, não apenas sobre a alimentação em si, mas sobre aspectos da saúde em geral desse ser que, depois de 9 meses sendo acolhido pelo ventre da mãe, nasce nesse nosso mundo de ritmo frenético, de alimentos industrializados e de muito, muito estresse…

Tudo o que for ingerido pela mãe será absorvido pelo bebê. Basicamente, a nutrição e o desenvolvimento deste pequeno ser depende exclusivamente de como essa mulher se alimenta. A natureza do organismo da mulher é tão perfeita que fará de tudo para preservar a vida ali contida, inclusive usando as reservas de nutrientes do organismo da mãe, caso seja necessário.

Alimentos que nutrem!

Cereais:

Os cereais ingeridos pela mãe durante a gravidez precisam ser integrais e conter, principalmente os germes do grão. Assim ela está garantindo vitamina E para a melhor formação dos órgãos sexuais do embrião. Os germes devem ser consumidos bem amolecidos (por cocção como um mingau ou deixados de molho) e precisam ser muito bem mastigados e salivados para evitar a fermentação intestinal.

Embora os cereais integrais sejam fonte de vitamina B, as gestantes possuem uma necessidade maior dessa vitamina, principalmente para evitar cãibras no final da gestação.

Outros nutrientes extremamente importantes durante a gestação são: cálcio, flúor, magnésio e fósforo, pois atuam na formação do esqueleto do embrião. O cálcio e flúor podem ser suplementados, porém apenas sob orientação médica.

Sal, açúcar e farinhas:

A quantidade de sal deve ser restringida, assim como do açúcar refinado (se puder ser totalmente evitado ou substituído por açúcar demerara, mascavo, melado – com moderação) e as farinhas brancas (principalmente de trigo ou de arroz) também devem ser consumidos sem excessos, com muita atenção… assim como doces em geral, que além de não serem nutritivos, podem aumentar a glicemia da gestante, aumentando a chance dela ter diabetes gestacional.

Gorduras:

Gordura também não deve ser consumida em excesso, porém ela é muito importante para a formação das células do embrião e manutenção das células da mãe. Portanto, dê preferência para as gorduras saudáveis (ex: coco, abacate, ovo, peixes, óleo de gergelim, azeite de oliva extra-virgem, manteiga, ghee, etc).

Bebidas:

A ingestão de álcool, café e chá preto devem ser excluídos durante o período gestacional e da amamentação. 

 

No próximo texto trarei os melhores alimentos/nutrientes para uma gestação mais saudável e falarei também um pouco sobre a formação da flora intestinal do bebê. Aguardem!

 

Marilia Alessi G. de Camargo
CRN3: 20917
Nutricionista
Mestre em Saúde na Comunidade
Doutorado em Investigação Biomédica
Formação em Nutrição Funcional
Formação em Pedagogia Curativa, baseada na Antroposofia

Compartilhe esse artigo





Endereço

Rua Santa Cruz, 557 - Bairro Alto - Piracicaba

Telefone

(19) 2532-0828

(19) 3432-7703

(19) 99670-7703

Email

contato@ranchoorganico.com.br